Código Genético de Suínos é alterado na luta contra vírus mortal

gen

Reino Unido – Pesquisadores realizaram um avanço na luta contra um vírus mortal que afeta suínos.

A equipe utilizou técnicas avançadas para produzir leitões potencialmente resistentes à Peste Suína Africana- uma doença altamente contagiosa que é letal para até dois terços dos animais infectados.

Os “novos” suínos carregam a versão de um gene que usualmente é encontrado em javalis e porcos do mato, o que os pesquisadores acreditam ser uma tática para que estes animais não sejam infectados e se tornem doentes.

A Peste Suína Africana é transmitida através de carrapatos. Quando os suínos de produção são afetados eles rapidamente adquirem a infecção e morrem. Entretanto, javalis e porcos do mato não apresentam nenhum sintoma da doença quando infectados.

A pesquisa é focada em um dos genes associados à infecção pela Peste Suína Africana, chamado RELA. Este gene faz com que o sistema imune reaja ocasionando efeitos devastadores. Javalis e porcos do mato carregam uma versão diferenciada do gene RELA, se comparado aos animais confinados. Os cientistas acreditam que esta variância- conhecida como um alelo- possa diminuir a sua resposta imune e explicar o porquê estes animais são mais resistentes à doença.

Pesquisadores de Universidade de Edimburgo utilizaram uma técnica para editar o gene para modificar letras individuais no código genético dos suínos. Através da mudança de apenas cinco letras no gene RELA, eles o converteram a um alelo similar ao encontrado em Javalis.

O trabalho foi construído através de pesquisas prévias do grupo que utilizaram técnicas similares para produzir suínos com a alteração de apenas uma letra no código genético. Estes animais produzem uma versão reduzida do RELA.

Todas essas alterações no código genético de suínos pode ter ocorrido naturalmente, ao longo dos anos, na natureza.

Os cientistas não irão conduzir experimentos para testar se as alterações genéticas melhoram ou não a resistência destes suínos à doença.

A Peste Suína Clássica é uma doença endêmica na região Subsaariana da África e em algumas áreas da Rússia. A doença nunca foi encontrada no Reino Unido, embora um recentemente surto que ocorreu no oeste Europeu gerou o medo da doença se espalhar pelo continente.

O estudo – publicado na revista Scientific Reports – envolveu a colaboração entre os cientistas do The Roslin Institute and Sangamo Bioscience Inc. O Professor Bruce Whitelaw, chefe do Departamento de Biologia da Universidade de Endimburgo e do Roslin Institute diz: “Nosso objetivo é melhorar o bem estar de suínos confinados ao redor do mundo, tornando-os mais saudáveis e mais produtivos para os produtores”.

Fonte: www.thepigsire.com, 25 de Fevereiro de 2016.

Tradução: Júlia Linck Moroni, Medicina Veterinária.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>